web space | website hosting | Web Hosting | Free Website Submission | shopping cart | php hosting
O Município de Silves, actualmente com 687 quilómetros quadrados e cerca de 34 mil habitantes é, em termos territoriais, o segundo maior concelho do Algarve e um dos seus mais importantes cartões de visita, não só pela sua história, mas também, pela cultura das suas gentes, valências e apetências sociais e económicas, no que se inclui a promissora indústria do turismo.
A cidade de Silves ergue-se sobre um vale fértil onde abundam os laranjais e é dominada pelo castelo, que data sobretudo do tempo da ocupação dos mouros.
Com efeito, Silves prosperou sob o domínio dos árabes, tendo-se tornado na sua capital no Algarve, sob o nome de Chelb, até ser conquistada pelos cavaleiros da Ordem de Santiago, em 1242.
Das torres do castelo obtêm-se vistas espectaculares sobre a cidade e os campos e várzeas que a rodeiam. No litoral, Armação de Pêra, originalmente uma aldeia de pescadores, tornou-se uma popular estância de férias cheia de hotéis, complexos turísticos e restaurantes e rodeada de praias agradáveis.

LOCAIS DE INTERESSE
1 - São Bartolomeu de Messines
O património histórico da vila de S. Bartolomeu de Messines impõe-se através da Igreja Matriz com o seu pórtico barroco de colunas torsas. No interior, formado por três naves, destacam-se as suas colunas, em grés, de estilo salomónico, únicos exemplares algarvios que se conhecem.

Ao lado. aparece a Casa Museu João de Deus, onde o poeta viveu. Espaço aberto à Cultura, reconstitui, em memória, a vida e obra do Vate messinense.

Em algumas das artérias da vila, salientam-se, na antroponímia local, figuras como Maria Antonieta Júdice Barbosa, poetisa, José do Espírito Santo Bataghlia, filho primogénito de João de Deus, Comendador da Ordem do Santo Sepulcro e Visconde de Messines, e, Francisco Neto Cabrita, contrastando com os populares topónimos, como a Rua do Norte, Rua do Forno, Rua da Mina, Rua do Rossio, na parte velha da vila. Referencia-se, ainda, o célebre Arco do Remexido pelo qual se chega ao largo da Casa onde nasceu João de Deus. Percorrendo outras ruas, a sul, pode visitar-se a ermida de S. Sebastião, no largo do mesmo nome, e a ermida de Nª Sª da Saúde, já fora do aglomerado populacional, a caminho do Algoz. Mas se, ao invés, o rumo for Silves, há que parar e observar o Monumento a João de Deus, esculpido em 1963, por Raul Xavier.

2 - Algoz
Hoje a pequena vila luta contra a interioridade e isolamento. Apesar disso, ou talvez por isso, exibe ainda alguns bons exemplares de arquitectura tradicional e religiosa que merecem uma visita.
A Igreja Matriz, dedicada a Nª Sª da Piedade, pelos seus belos retábulos barrocos, coro neoclássico, alfaias religiosas. Ainda na vila alguns bons exemplares de arquitectura popular com raízes no séc. XVI, XVII e XVIII (dos inícios deste último refira-se o Celeiro do Monte da Piedade, raro exemplo de depósito comunitário) e a Ermida de S. Sebastião, simples mas gracioso templo de uma só nave.
Nos arredores, em posição dominante que lhe oferece majestosa panorâmica, a Ermida de Nª Sª do Pilar. No seu interior, admire-se o belo retábulo e a suave curvatura da cúpula, obras do séc. XVIII. A freguesia guarda ainda outros interessantes lugares: o Poço dos Bois e a sua velha ponte, a Lagoa do Navarro e do Viseu, o sítio do Penedo Gordo, as grutas do Guiné (Algoz/Tunes), os restos de uma tradicional e importante indústria cerâmica.
3 - Alcantarilha
Foi elevada a vila no ano de 1999 e dista de Silves cerca de 11 km. Ergue-se numa pequena colina, o que lhe confere um aspecto bastante pitoresco. A ocidente passa a ribeira com o mesmo nome, nome esse, nitidamente de origem árabe, proveniente da palavra "Al-Qântara" que significa "ponte". Assim, "alcantarilha" significaria - "a pontezinha". Parece- nos pois indubitável a origem árabe desta povoação.
Em termos de património edificado merecem destaque a Igreja da Misericórdia, a Capela de N. Sr.ª Carmo, a Igreja Matriz e a sua Capela dos Ossos e ainda o conjunto agrícola da Quinta do Rogel, classificado e em vias de recuperação
4 - Pêra
Ao longo dos séculos a história de Pêra surge íntima e inevitavelmente ligada a Armação de Pêra. No século XVII, floresceu em Pêra a família dos Galegos, de onde saiu o governador da fortaleza de Armação de Pêra, mandada edificar pelos seus antepassados contra assaltos de piratas.
Possui duas igrejas, a Paroquial e a de S. Francisco. Na primeira o destaque vai para os azulejos historiados, os retábulos barrocos do altar-mor, das capelas laterais ou da sacristia, representativos da talha dourada nacional, ou ainda para o cadeiral do coro; na de S. Francisco, mais uma vez a talha dourada do séc. XVIII, os alçados pintados na capela-mor, as telas do conhecido pintor algarvio, Rasquinho. Esta última oferece uma magnífica varanda de onde se pode desfrutar de belas paisagens e de onde o mar e os campos se perdem de vista.

5 - Armação de Pêra
Nascida da vizinha Pêra, Armação deriva o seu nome do aparelho de pesca que os homens desta terra ali montavam e do qual viviam. Para proteger esta riqueza piscícola, mas também agrícola, sempre cobiçada, são testemunho as muralhas de Alcantarilha e a fortaleza de Stº António, como muitas outras vigílias (atalaias) por essa costa fora. Tempos de pirataria, roubo e rapto. Toques a rebate, ataques, mortes e desaparecidos no mar. Hoje é uma cosmopolita área de turismo, a única estância balnear do concelho, com duas áreas bem distintas em termos urbanísticos: uma primeira, à beira da praia, mais antiga e pitoresca, mais popular, mas nem por isso mal servida de instalações comerciais, onde termina a falésia e se estendem os coloridos barcos dos pescadores que em Agosto participam na
original procissão marítima de Nª Sª do Navegantes; a outra, a poente, mais moderna, onde hotéis, apartamentos ou serviços, encerrados parte do ano, disputam cada palmo de terra desafiando-se em altura.

ALOJAMENTO
1 - Capela das Artes
Um hotel de 30 quartos duplos com ar condicionado e telefone, uma piscina para adultos e uma para crianças servidas por uma bar de apoio, um restaurante "à la carte" com especialidades de cozinha portuguesa e internacional, um bar rústico com vista sobre a Vila de Alcantarilha. Sala de recepção, salas de conferências, Museu, salas de exposição de pintura e escultura, fábrica e vende de cerâmica, ateliers de cerâmica e pintura.

2 - Hotel Garbe****
Situado numa posição invejável sobre a praia na estãncia turística de Armação de Pêra, o Hotel Garbe oferece o melhor ambiente de boas vindas e a nossa cozinha tradicional, combinando qualidade e conforto. O Hotel dispõe de uma magnífica vista do mar a áreas circundantes, oferecendo acesso directo a facil à praia, uma das mais populares praias do Algarve, onde os pescadores vendem o seu peixe no mercado local.

3 - Colina dos Mouros***
Situado na tradicional cidade de Silves, o Hotel Colina dos Mouros foi recentemente reformulada e é a verdadeira casa longe de casa. Rodeado por atraentes jardins e com uma vista soberba do castelo da cidade e da catedral este simpático hotel irá garantir que a estadia no Algarve seja algo inesquecível.